Formação de atletas é prioridade no Corinthians

Por LIFS.com.br em 13 de janeiro de 2017

O projeto de futsal do Corinthians é composto por diferentes ações e planejamentos dentro da modalidade. Um dos pilares é a formação de atletas, tanto para o próprio futsal quanto para o futebol de campo. Malcom (Bordeaux), Marquinhos (PSG), William (Chelsea) e o próprio Guilherme Arana, profissional do Corinthians, são alguns nomes que exemplificam a eficiência na formação de jogadores seja para o cenário nacional ou internacional.

Somente em 2016, as categorias iniciantes (Sub-08 e Sub-09), menores (Sub-10, Sub-12, Sub-14, Sub-16 e Sub-17) e Sub-20 do futsal alvinegro chegaram em 14 finais e conquistaram sete títulos. Sendo que as categorias Sub-20 – Taça Brasil, Metropolitano e Estadual – e Sub-16 – Estadual e Metropolitano – conquistaram todas as competições que disputaram.

Pelo segundo ano consecutivo, o Corinthians participou da Copa do Mundo Sub-18 de futsal, em Barcelona (ESP), e dessa vez conquistou o caneco com uma vitória diante do time da casa. O elenco alvinegro foi uma mescla entre seis atletas do Sub-17 e seis atletas do Sub-20, demonstrando como a transição e o entrosamento entre categorias é eficiente. O outro título foi o Campeonato Estadual da categoria Sub-12.

Todas essas conquistas, junto com o inédito título da Liga Nacional e o 11º da Liga Paulista ganhos pela equipe principal do Corinthians/UNIP, demonstram o bom funcionamento do projeto e um dos principais fatores, a formação de atletas, vem dando muito certo.

Entre os 15 jogadores que compunham o elenco da equipe adulta na última temporada, cinco foram formados nas categorias menores e Sub-20 do clube. Segundo Lorenzo Engel Fontana, supervisor de futsal, a aproximação entre as categorias torna mais fácil a transição e o processo de evolução do atleta no momento da mudança.

“Nossa realidade na categoria Sub-20 é muito próxima à equipe principal, facilitando essa transição e maximizando o tempo de adaptação do atleta na categoria adulta. A interação é constante, com treinamentos e intercâmbio de informações entre os profissionais. Na prospecção de atletas, nos atentamos naqueles com maior potencial técnico, logo cada qual determina seu processo de evolução dentro do sistema de trabalho implantado”, falou.

Edson Sesma, gerente de futsal do Corinthians, relembrou as conquistas de 2016 e exaltou a grande temporada para o futsal do Timão.

“O Sub-20 manteve a hegemonia conquistando a tríplice coroa, as menores seguiram conquistando títulos com destaque para o Mundial de Clubes Sub-18, conquistado no último dia 30 de dezembro, na Espanha, vencendo o Barcelona na final. A equipe Sub-20 está desde 2009 ganhando praticamente todos os títulos disputados e a cada ano revela novos atletas para categoria principal. As categorias menores estão constantemente em diversas finais conquistando títulos e formado atletas para o futsal e futebol. O clube vem promovendo ações inovadores dentro da modalidade e ganhando notoriedade internacional, o que fortalece o futsal corinthiano e coloca em prática a eficiência do projeto”, concluiu.

Nas categorias menores, a adaptação e preparação dos atletas de uma categoria para outra, e até mesmo da quadra para o campo, é constante e requer muita atenção. Além de formar atletas para competições, toda a comissão técnica e profissionais envolvidos formam o cidadão para o mundo.

13.01.17-Projeto-Futsal-Corinthians

O principal objetivo do Sub-10 ao Sub-17 é a formação do jovem atleta para as outras categorias como o Sub-20 e até mesmo o adulto. Cada categoria possui um treino ideal adaptado as idades específicas. Ricardo Gomes, supervisor das categorias menores do Corinthians, explicou um pouco sobre o projeto implantado e a adaptação dos atletas das categorias menores até o Sub-20.

“Temos uma equipe muito competente nas categorias menores. Os treinadores acompanham todas as categorias, para tornarmos o trabalho mais unificado. Os atletas são trabalhados tanto para o futsal quanto para o campo. Até uma certa idade eles participam das duas modalidades e depois seguem na modalidade que melhor se adaptar, mas trabalhamos para formar um atleta para o Corinthians e um cidadão para a vida. A adaptação para o Sub-20 é feita através da formação. Durante a temporada, toda semana dois jogadores do Sub-17 treinam junto com o elenco do Sub-20 e assim a transição e adaptação de uma categoria para outra fica mais fácil”, comentou.

Nas categorias iniciantes a formação dos pequenos atletas é voltada para as bases que um jogador deve possuir dentro de quadra. Além disso, é uma idade importante onde são vivenciadas as primeiras experiências dentro de competições, representando um grande clube como o Corinthians. Sendo assim, os jovens aprendem a respeitar os treinadores, colegas e adversários.

Célio Pereira, treinador das categorias menores do Timão, falou ao site oficial do Corinthians e contou um pouco sobre como é o trabalho com os pequenos jogadores e qual é o principal objetivo para essas duas categorias.

“Procuramos manter a mesma forma de treinamentos em todas as categorias, respeitando a faixa etária. Começamos com alguns testes para avaliar as condições técnicas dos atletas no Sub-07 para a formação do Sub-08 do ano seguinte para a disputa do campeonato. Isso nos ajuda na descoberta de novos talentos para o futsal e para o campo, mas não se esquecendo da conquista de títulos que também faz parte da formação. Procuro passar para as crianças que devem se divertir aprendendo, mas com a responsabilidade de estar representando um grande clube como é o Corinthians”, disse.

Dessa maneira, as categorias iniciantes, menores e o Sub-20 são etapas fundamentais pelas quais o atleta que é formado na base do Corinthians passa antes de chegar a equipe principal de futsal. De maneira eficiente e humana, os talentos das quadras e dos campos que são criados no Parque São Jorge possuem todo o apoio da comissão técnica e diretoria para, um dia, integrarem o elenco da equipe principal e concretizar o sonho de garoto de vestir a camisa do Timão.

Fonte: LNF
Foto: Corinthians/Divulgação

SIGA A LIFS 200

Leia também

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os direitos reservados 2018 © LIFS